Download Free FREE High-quality Joomla! Designs • Premium Joomla 3 Templates BIGtheme.net
Home / Notícias / Nacional / Guardas aprisionados

Guardas aprisionados

A mais recente fuga de uma cadeia em Portugal, desta vez, no Estabelecimento Prisional de Caxias, em vez de servir para procurar as falhas e minimizar evasões das prisões, à boa maneira do sistema, que procura sempre «sacudir a água do capote» e colocar as culpas no elo mais fraco, sobrou para os Guardas Prisionais que na altura estavam de serviço. Se não fosse a pronta intervenção do sindicato do sector, já estavam todos suspensos a aguardar a conclusão das investigações.

O PNR, longe de procurar culpados entre aqueles que muito dão e pouco recebem (e quando recebem são perseguições do sistema), lembra que:

– Faltam neste momento, pelo menos, 1200 Guardas Prisionais nas nossas cadeias.

– Aos mesmos, foi-lhes retirado todo o armamento, do mais simples cassetete, passando pelo tazer e acabando nas armas de fogo; tudo está no armário, restando o recurso à força física para fazer frente a uma agressão ou para fazer cumprir uma ordem.

– A presença de guardas armados nas torres exteriores, foi substancialmente reduzida, sendo que, em pelo menos uma cadeia, já nem as torres se usam.

– As barreiras de infra-vermelhos estão desactivadas por falta de manutenção.

– As recentes promoções dento do Corpo, estão a causar mal-estar, visto haver suspeitas de favorecimentos.

Por fim, e não menos gravoso, a constante perseguição à actuação dos Guardas Prisionais, feita pelas costumeiras associações dos “direitos humanos” (que mais não são do que associações dos direitos dos criminosos), pelos Jornalistas terroristas e pelo sistema refém do politicamente correcto, impede a sua eficaz actuação e dá alento aos criminosos para perpetrar fugas, agressões e protestos infundados.

Tal como os nacionalistas, os Guardas Prisionais e as demais Forças de Segurança também são vítimas deste sistema podre e corrupto. Fazem parte do último bastião contra o crime, a podridão, a corrupção e todo o lixo que o sistema nos tenta impingir. Da nossa parte estaremos sempre ao lado que quem nos protege, defendendo os nossos polícias e guardas dos ladrões do sistema.

Veja também

Quer queiram, quer não, o futuro somos nós!

No dia 21 de Março, o PNR realizou um protesto que tinha convocado logo no …