Download Free FREE High-quality Joomla! Designs • Premium Joomla 3 Templates BIGtheme.net
Home / Notícias / Nacional / Assim não, Dra. Francisca Van Dunem!

Assim não, Dra. Francisca Van Dunem!

No programa de Justiça do PNR, uma das medidas prioritárias que defendemos é a redução das custas judiciais.

Portugal tem as custas mais caras entre os estados membros da União Europeia, fazendo com que a Justiça seja um bem de luxo, que o Estado vende a preços de mercado, tornando-a inacessível ao cidadão comum.

Tais custas são um factor de dissuasão no acesso à Justiça, visto que, por sua causa, os cidadãos e as empresas pensam duas vezes antes de acederem ao tribunal a fim de defenderem os seus legítimos direitos e interesses.

O PNR não tem estado sozinho neste combate. A Ordem dos Advogados e o Sindicato dos Funcionários Judiciais, há muito que, igualmente, defendem esta mesma posição. E, muito recentemente, os partidos políticos com assento parlamentar, surpreendentemente, (já que têm maltratado a Justiça ao longo destes anos), vieram em uníssono defender a redução das custas judiciais.

Esperava-se que o Governo fosse consequente e procedesse à sua redução. Só que a esperança deu, de imediato, lugar ao desânimo e à desilusão. Com efeito, a Ministra da Justiça, numa entrevista dada ao «Diário Económico» na semana passada, veio defender que é favorável a uma redução das ditas custas, mas não no imediato: “- Não é para já!”.

Então, é legítimo que questionemos: “- É para quando, Senhora Ministra? Para as calendas gregas? Será que a senhora não se deu conta de que um país que impede o acesso de muitos à Justiça, não é um Estado de Direito?”

Depois da trapalhada que foi a “reabertura” dos tribunais, vir agora congelar a redução das custas judiciais, é mais um retrocesso na área da Justiça em Portugal.

Assim, não!, Dra. Francisca Van Dunem! A Justiça deve ser para todos e servir o progresso nacional.

Veja também

Por uma alimentação condigna nas escolas

O núcleo de Odivelas (Distrito de Lisboa) do PNR visitou nesta terça-feira a Escola Básica …