Download Free FREE High-quality Joomla! Designs • Premium Joomla 3 Templates BIGtheme.net
Home / Activismo PNR / Protesto contra o marxismo-cultural e o pensamento único esquerdista

Protesto contra o marxismo-cultural e o pensamento único esquerdista

O PNR sempre sentiu na pele a discriminação, o boicote, a censura e a ameaça por parte dos donos de poder estabelecido. Nada disso tem sido notícia e tudo se passa na surdina. Quando alertámos, centenas de vezes, que esta era a realidade no Portugal do século XXI, a maioria daqueles que nos ouviam, «sacudia a água do capote» e dizia-nos que era por sermos “extremistas”. Ou seja, “extremista”, apenas por fazermos a diferença, pensarmos de modo diferente e dizê-lo sem medo!

Hoje, com o evidente crescimento nacionalista no Ocidente, a Esquerda, que domina o sistema, que dita as regras e que impõe o marxismo-cultural, começa a ficar nervosa e a endurecer a luta. É ela quem define os “conceitos”, decide quem pode ter voz, o que é “certo” e “errado”, e criminaliza quem se lhe opõe.

Perante os ventos de mudança, até começa a fazer vítimas entre os próprios “insuspeitos”, por si aceites e tolerados para representarem o papel de aparente pluralidade (controlada e inócua, claro está).

Ao menos, que estes casos mediáticos que já afectam João Braga e Jaime Nogueira Pinto, sirvam para despertar mentes e consciências. E que, uma vez despertas, percebam que só o PNR luta verdadeiramente contra o totalitarismo do pensamento único.

Por isso vamos estar, no dia 21 de Março, pelas 18 horas, em frente à Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova, na Avenida de Berna, em Lisboa, em protesto contra o totalitarismo do pensamento único e pela liberdade de expressão para todos.

Apelamos aos estudantes e outros que se sintam indignados, que se juntem corajosamente a quem luta sem medo.

Veja também

Subsídio de risco para as Forças de Segurança

Os profissionais das Forças de Segurança desempenham uma missão, cujo cumprimento coloca, de forma permanente, …