Download Free FREE High-quality Joomla! Designs • Premium Joomla 3 Templates BIGtheme.net
Home / Notícias / Nacional / “Restaurante Panteão”

“Restaurante Panteão”

Por duas vezes, o governo escancarou as portas do Panteão Nacional para jantaradas. Esse monumento passou a ser restaurante de luxo e os vivos deixaram de respeitar os mortos da mesma forma que não respeitam a vida. E, como é habitual nos partidos do sistema, claro que a culpa é sempre dos outros. Os incêndios acontecem por culpa dos eucaliptos e do calor, os casos de legionella são devido ao ar condicionado, as agressões a polícias por culpa dos agentes que foram incomodar o incauto cidadão, o desaparecimento de armas em quartéis, por culpa de terceiros.

E os partidos do sistema trocam acusações entre si: uns só falam do passado para fazer esquecer o presente e outros só falam do presente para fazer esquecer o passado. Para nós, todos têm «culpas no cartório» e são responsáveis pelo aumento da falta de respeito pelas instituições e pelo vilipendiar dos nossos símbolos, pelo ataque a valores que deviam ser sagrados: Pátria, Família, Vida!

Já nada nos surpreende neste governo, refém da agenda da extrema-Esquerda. Um Primeiro-Ministro que nos diz que temos de nos habituar aos incêndios ou um Ministro das Finanças que nos diz que os incêndios até podem ser bons para a economia, mostram claramente até que ponto se despreza o nosso povo, a sua segurança e os seus bens.

Para o PNR, os monumentos nacionais e nem todos, só podem estar abertos a eventos organizados pelo Estado e que glorifiquem esses monumentos, pelo que não concordamos com a lei feita no tempo do PSD/CDS, visando ganhar dinheiro com o património histórico. No entanto, e verificando o articulado expresso, constatámos que esta afronta só foi possível, porque alguém a autorizou. Num governo de gente séria já tinham «rolado cabeças». Num governo de gente que não respeita o nosso património e os nossos antepassados, «chutam para canto».

Das duas, uma: ou revogam a lei que permitiu esta afronta, ou qualquer dia teremos uma “Rave” nos Jerónimos ou uma “Passagem de Ano” num qualquer cemitério deste país.

Veja também

Bloco Cannabis

Na semana passada, debateu-se na Assembleia da República o enquadramento legal da cannabis para utilização …